Bardo Entrevista: O Clérigo de O Clérigo e a Ordem do RPG

Embora tenhamos mandado os questionários das entrevistas há muito tempo, o Rafael só nos brindou com a resposta agora. Sendo assim, conheçam mais desse blogueiro que, com O Clérigo, é uma espécie de irmão mais velho para nós do Bardo!

o ClérigoDados
Nome: Rafael Barcellos Machado
Apelido: o Clérigo
Ocupação: Professor
Cidade: São Paulo
Vida de RPGista
Trajetória no RPG:
Comecei com o Senhor dos Anéis MERP, depois parti para First Quest, AD&D, Vampiro, Lobisomem, Cyberpunk 2020, Trevas, Arkanun e mais algumas coisas que não lembro mais. Mais recentemente me embrenhei em D&D 3.5, Mighty Blade, Dragon Age RPG, Old Dragon, Terras de Shiang, Legend of the Five Rings, 3:16 e Mazes and Minotaurs. Com certeza eu devo estar esquecendo vários títulos, mas acho que esses foram os que mais marcaram.
O que faz atualmente em relação o RPG: Tenho um blog onde posto notícias e reflexões minhas e de outros autores, especificamente a respeito de RPG.
Costuma acompanhar blog sobre RPG:
Sim, eu sigo quase 100 blogs de RPG e costumo comentar em alguns deles com certa freqüência.
Caso sim, quais? Os que mais acompanho são o Redblog (o antigo Vorpal), Dungeon Compendium, RPG do Mestre, Halls of Valhalla, Cancioneiro de Astreya, Pensotopia, RPGames, entre outros.
Caso não, que outras mídias costuma utilizar. Só a internet mesmo, em termos RPGísticos.
Mesa, live-action ou eletrônico? Só não jogo MMO, mas prefiro RPG de mesa ou mesa online.
RPG preferido, por quê? First Quest, pois a primeira impressão é a que fica! Além do FQ, tenho um apreço especial pelo Old Dragon, que se tornou meu sistema e cenário oficial nos últimos meses. Acho que OD é um exemplo a ser seguido, de iniciativas que podem dar muito certo, prezando qualidade acima de tudo. Talvez a gurizada mais nova não compreenda bem essa fascinação da velha guarda pelo OD, mas ele desperta um sentimento de realização naqueles que começaram a jogar lá nas décadas de 80 e 90.
RPG que menos gosta, por quê? No momento não consigo pensar em nenhum.
Preferências
Escritor: Asimov na ficção, Tolkien na Fantasia, Machado de Assis e Guimarães Rosa na Literatura Brasileira.
Livro: Senhor dos Anéis e Grande Sertão Veredas… todo ano eu releio.
Filme: Senhor dos Anéis
Música: Qualquer coisa que o André Matos cante, além de Dream Theater, Blind Guardian, Avantasia e Iron Maiden.
Personagem: Riobaldo, de Grande Sertão Veredas
Passatempo: RPG e jogos em geral
Gosta de? RPG, boa música, literatura, boa comida
Não gosta de? Pessoas ouvindo música no ônibus sem fone de ouvido.
Fechamento
O que pensa do RPG hoje no Brasil: Acho que o RPG vive um cenário muito próspero, pois o jogador brasileiro está aprendendo a valorizar o que é produzido aqui, em vez de ficar dependendo do que vem lá de fora. Tem muita coisa legal sendo feita no país, como Old Dragon, Vikings: Midgard, Tormenta e as publicações da RetroPunk e da Secular Games. Acho que o acesso a novos livros/jogos está mais amplo a cada dia.
Esse post foi publicado em Benaduce, Entrevistas, O Clérigo e o Ladino, RPG. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Bardo Entrevista: O Clérigo de O Clérigo e a Ordem do RPG

  1. o Clérigo disse:

    Esse cara é muito folgado… XDValeu pela entrevista, Bardo! Me lembrou que eu preciso retomar as entrevistas lá no meu blog tb.Sucesso pra vocês galera!

  2. Olha o chefe aí na mídia! Daqui a pouco, estará no Jô! Hehehe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s